O ensino a distância (EaD) vem conquistando cada vez mais relevância na sociedade e no mercado de trabalho. Dados do Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp) mostram que, somente entre os anos de 2009 e 2013, a modalidade cresceu 37,5% no Brasil.

A grande procura por cursos EaD pode ser explicada por um fator bastante simples: o acesso à educação para quem não tem tempo ou condições de se deslocar até uma escola ou universidade. “Existe uma demanda no país que não consegue ser atendida pelos meios tradicionais de ensino”, explica Pavlos Dias, gerente nacional de operações da Blackboard, empresa de tecnologia para educação.

“O aluno a distância tem essa flexibilidade para estudar de casa, no intervalo do trabalho, e fazer os próprios horários. Por isso, muitas pessoas que já trabalham optam pela modalidade”, exemplifica.

A independência da sala de aula e da cobrança física do professor permite que o aluno a distância desenvolva algumas habilidades importantes – e que têm alto potencial para serem um diferencial na hora de conquistar uma vaga no mercado de trabalho. “Como o estudante não tem o ambiente de sala de aula que está puxando ele e obrigando a participar da aula todo dia, ele tem que aprender a fazer isso de outras maneiras”, afirma Dias.

Com isso, o aluno EaD acaba criando, por exemplo, um senso mais apurado de urgência, organização e resolução de problemas. Mas, apesar de essas habilidades serem um grande atrativo para o mercado de trabalho, a ideia de contratar pessoas formadas a distância é algo recente para os empregadores.

Segundo Dias, apesar de muitos recrutadores ainda não estarem preparados para identificar as diferenças entre alunos da educação presencial e da educação a distância, já há quem enxergue determinadas competências específicas nos profissionais que realizaram um curso a distância. “Algumas delas, talvez as mais notórias, são a autogestão e automotivação dos alunos EaD”.

O mercado vem dando preferência aos profissionais oriundos de cursos EAD por causa de uma de suas principais características, o domínio das ferramentas digitais e o conhecimento necessário para dominá-las. O fato é que por uma série de razões os cursos EAD são os mais procurados e em breve superarão a quantidade de matriculados dos cursos presenciais. Vive-se uma era empolgante, de rápidas mudanças de mercado, e quem já está acostumado a qualificação permanente por meio de cursos online está um passo adiante no mercado de trabalho